Fidei Depositium


Denúncia de Irregularidades nas Missas de Dourados

Chamo a atenção para o artigo que dá título a esta postagem, do blog Apologeta, onde são feitas denúncias corroboradas por fotos.

O que alguns padres vêm fazendo é, literalmente, uma pouca vergonha. Vendo as fotos do referido artigo, fico pensando: até quando alguns sacerdotes vão continuar querendo aparecer?

Não só tomo parte na denúncia acima, mas chamo a todos que vêem coisas semelhantes em suas paróquias, a que denunciem: fotografe, grave vídeos, escrevam em blogs, twitter, DENUNCIEM!

No Brasil só existem católicos frouxos, com raras exceções? Cadê a virilidade dos católicos deste país, que ficam vendo tudo e vergonhosamente se omitem?

Parabéns ao Fernando, do blog Apologeta!

Vejam as barbaridades denunciadas:

http://apologeta.blogspot.com/2009/09/fwd-denuncia-de-irregularidades-nas.html


5 Comentários so far
Deixe um comentário

Quando li sobre as irregularidades, pensei que era sobre padres fazendo culto alienígenas a fé cristã. Como em um famoso caso de um padre baiano fazendo culto de umbanda dentro da igreja.

Mas considerar Grande erro o fato de não se utilizar cálices pomposos. Sem comentários.

Comentário por Márcio

Caro Márcio,

se você tivesse lido a postagem da denúncia por inteiro – antes de julgá-la – não diria uma coisa dessas.

A questão aqui nem é a “qualidade” financeira do material, mas o problema de contrariar o que a Igreja manda que seja feito. Não é questão de gosto: é Lei da Igreja. Existem regras a serem seguidas. Quando algumas destas são ignoradas, pode mesmo ocorrer que a Eucaristia não seja valida. Isso é gravíssimo!

Ultrajar a Nosso Senhor em prol de “invencionices” e exacerbação de egos de padres, isso é muito grave.

Por exemplo:

“O Cânon 929 do Código de Direito Canônico prescreve que se utilizem, obrigatoriamente, os paramentos descritos nas regras litúrgicas.”

“Na Missa, os paramentos utilizados pelo padre, são a alva, o amito, a estola, o cíngulo, a casula e o manípulo; o Bispo, além desses, utiliza a cruz peitoral e a mitra, além de ter nas mãos o báculo; o diácono usa alva, amito, estola, cíngulo e dalmática; o acólito, se estiver de batina, usa a sobrepeliz por cima, e, sem ela, apenas alva e cíngulo.”

“Os ministros ordenados coloquem a alva, que consiste em uma veste branca que reveste o corpo inteiro, e, se necessário, o amito, pano quadrado utilizado para cobrir as partes da roupa não-litúrgica que estiver por baixo da alva. Depois, devem vestir a estola (ao longo do corpo para os sacerdotes; transversa para os diáconos), com a cor respectiva do tempo ou da festa. Segurando a estola para mantê-la junto ao corpo, deve estar o cíngulo, a não ser que a forma da alva dite o contrário – quando, por exemplo, já houver uma espécie de cíngulo costurado àquela. Por cima de tudo, deve estar a casula, com a cor correspondente, e que pode ser de duas formas, gótica e romana. O manípulo é um pano que fica no punho do sacerdote, e tem a cor da casula e da estola; é um paramento optativo depois da reforma do Vaticano II. O diácono, ao invés da casula, usa a dalmática, que deve ter a cor do tempo ou da festa também.”

Ao contrário do que pensam alguns, a casula é obrigatória! Não bastam alva e estola! A casula é a veste própria do sacerdote, e simboliza a Cruz, a dignidade própria do padre! Quem a aboliu de seus cultos foram os protestantes mais exaltados, para negarem o caráter sacrifical da Missa. Se a Santa Missa é a Cruz tornada presente, mesmo invisível, a casula a torna visível, por seu simbolismo. A casula remete ao sacrifício!”

Como pode ver, tem que ser assim e ponto final. O padre que julgar que pode fazer diferente, está desobedecendo à Igreja Católica.


Sobre os vasos Sagrados:

“Os vasos sagrados sejam feitos de metal nobre. Se forem de metal oxidável ou menos nobre do que o ouro, sejam normalmente dourados por dentro.” (Instrução Geral do Missal Romano, 328)

Vidro, cerâmica e cristal se quebram e não são considerados nobres como o ouro no Ocidente.

Aconselho que você leia a Instrução Geral do Missal Romano. Pode fazer o download aqui:
http://www.pastoralis.com.br/pastoralis/html/modules/rmdp/down.php?id=117

>> Assim ficamos sabendo do que a Igreja manda que seja feito e não julguemos as coisas sagradas pelo nosso gosto pessoal.

p a x

Comentário por José Roldão

Esqueci de juntar o que se refere à matéria da Eucaristia:

De acordo com a INSTRUÇÃO “INAESTIMABILE DONUM” – Sobre Algumas Normas Relativas ao Culto da Santíssima Eucaristia. (Sagrada Congregação para os Sacramentos e o Culto Divino 30/04/1980):

8. Matéria da Eucaristia – Fiel ao exemplo de Cristo, a Igreja usou constantemente o pão e o vinho com água, para celebrar a Ceia do Senhor. O pão para a celebração da Eucaristia deve ser, segundo a tradição própria da Igreja latina, ázimo. Em razão do sinal, a matéria da celebração Eucarística “tem de apresentar-se verdadeiramente como alimento”. Isto deve entender-se em relação à consistência do pão, e não à forma do mesmo, que permanece a tradicional. Não podem ser ajuntados outros ingredientes além da farinha de trigo e água… O vinho para a celebração deve ser extraído `do fruto da videira` (Lc 22,18), natural e genuíno, isto é, não misturado com substâncias estranhas.

Comentário por José Roldão

Márcios, sem comentários o seu comentário, isso sim.

Quanta ignorância a respeito da Santa Igreja.

Misericórdia!!!

Julie Maria

Comentário por Julie Maria

ha irregularidades aqui no convento da minha cidade.um convento de frei onde a sobrinha de um deles circula livremente…pensei que so pudesse haver homens la.se bem que eles nao sao bem homens…natal rn

Comentário por katia




Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s



%d blogueiros gostam disto: